Fenajufe e sindicatos cumprem agenda de reuniões no Senado contra PECs que atacam Serviços Públicos

12-02-20 Sinjuspar 0 comment

Com semana cheia e em meio às tensões provocadas pelas declarações de Paulo Guedes contra servidores públicos, dirigentes da Fenajufe e de Sindicatos filiados cumpriram hoje, 11, agendas no Senado Federal.

Na pauta, a defesa intransigente dos serviços públicos e os ataques frontais disparados contra o funcionalismo, pelas PECs (186/19, 187/19 e 188/19. A agenda faz parte de um esforço concentrado para convencimento dos parlamentares, quanto aos prejuízos para toda a sociedade, caso seja reduzido o atendimento à população.

O primeiro encontro do dia foi com o Chefe de Gabinete da Liderança do PDT, Adroaldo da Cunha Portal, no assessoramento direto do senador Weverton Rocha, líder da bancada. O encontro foi conduzido elos coordenadores Eviásio Dantas e Roniel Andrade pelos dirigentes dos sindicatos da base Eliete Maia (Sinje/CE), Márcia Pissurno (Sindjufe/MS), Marcus Rógenes (Sindissetima/CE) e Sueli Bissi (Sinjuspar/PR).

Os dirigentes alertaram quanto aos riscos que o conjunto de propostas traz e como a redução de serviços públicos pode agravar ainda mais o processo de miserificação dos trabalhadores e das populações mais vulneradas. Ao argumento somou-se um ofício contendo análise das propostas e a solicitação de negativa às PECs, entregue ao gabinete.

Apesar de concordar com a análise dos sindicalistas, Adroaldo Cunha avalia que há espaço hoje, no Senado, para a aprovação das medidas, bem como para a reação da categoria. Ele entende que as mobilizações nos estados foram frágeis e desarticuladas, não surtindo o efeito necessário para segurar a discussão no Congresso.

Por outro lado, o assessor vê que o momento eleitoral torna os parlamentares mais suscetíveis e que isso possibilitaria a criação de espaços de negociação. Mas é preciso atuação conjunta e convencimento de toda a categoria quanto aos riscos. “O bafo na nuca no estado é infinitamente mais eficiente”, indicou.

O Chefe de Gabinete ainda alertou os dirigentes quanto à atuação de algumas categorias que têm trabalhado junto a parlamentares para excluírem apenas seus segmentos, dos efeitos das PECs.

Ao fim do encontro foi informado que o senador Weverton (PDT/MA) irá propor emendas, em sua maioria supressivas e que o gabinete da liderança está aberto a sugestões para tais proposituras.

PODEMOS
Ainda nesta terça-feira os sindicalistas conseguiram uma agenda com a chefia de gabinete do senador Álvaro Dias (PODEMOS/PR), que pontou a necessidade de informações para contrapropostas às medidas das PECs, principalmente o percentual de endividamento dos servidores.

18M
Ponto de consenso entre os dirigentes é a necessidade de mobilização imediata na construção do 18 de março como Dia Nacional de Greve do Serviço Público. A Fenajufe reforça orientação para que os sindicatos da base busquem as demais categorias para definir as ações conjuntas de pressão em defesa dos serviços públicos, dos servidores e das servidoras.

Fonte: Fenajufe



Deixe um comentário