Nota de repúdio à declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro sobre o AI 5

05-11-19 Sinjuspar 0 comment

Com extrema preocupação e diante da urgente necessidade de defesa da Democracia, frente a um momento delicado onde a suspeição acerca da participação em crime hediondo ronda o gabinete presidencial, a Fenajufe – Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União – entidade que congrega 29 sindicatos em todo o País, vem a público CONDENAR a declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) exortando o AI 5, caso as ruas subam o tom em cobrar respostas de um governo que se mostra inepto desde sua composição.

É inaceitável que um parlamentar eleito democraticamente, gozando de todas as prerrogativas políticas e de cidadania, inclusive votando e sendo votado, possa, em algum momento de sua carreira, aventar que tais prerrogativas sejam surrupiadas ao cidadão brasileiro.

O Ato Institucional número 5 foi o ato de supressão da cidadania, a mesma cidadania que permite o fortalecimento da Democracia e permitiu que tanto o parlamentar, quanto seus irmão e pai, fossem investidos em funções públicas alcançadas pelo voto direto.

No momento em que as suspeitas de participação no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL/RJ) apontam para a intestina participação da família Bolsonaro, agravando a instabilidade política que sempre rondou o clã, ameaçar o cidadão com a retirada de seus direitos, é abominável.

As desculpas timidamente anunciadas, não arrefecem a gravidade que reveste a declaração.

Cerrando ombros com as demais Instituições e Movimentos Sociais comprometidos com a defesa e fortalecimento da Democracia, a Fenajufe soma-se às vozes que exigem RESPEITO à Democracia e responsabilização do parlamentar pelos seus atos.

Fonte: Fenajufe



Deixe um comentário